terça-feira, 31 de agosto de 2010

leveza























pura delicadeza
amar-se é bom
sentir-se feliz
amar os espelhos
feliz ao refletir-se neles
ser assim
do jeito que se quer
amar-se assim
do jeito que se é
permitir-se
dizer sim
sem ponderações
sem esconderijos
nem rupturas
respirar fundo
sempre
de corpo e alma
o doce frescor de viver
agitar-se
cantar-se
encantar-se
amar-se é bom...
***
Izabel Lisboa

Um comentário:

LILIANE disse...

Ai, ai...
Um pouquinho de afeto para a gente é muito importante não é Izabel?
Dá vontade de ficar lendo e relendo sua poesia.
Um abraço carinhoso