quarta-feira, 22 de junho de 2011

dias de vento

cabelos ao vento/por Maria R. Vilela

aguardo pacientemente
     por aquela rajada de
                      vento norte
      que pelos cabelos me
                     agarre forte
  e me arranque à força
 das garras da inércia...

                  Izabel Lisboa



4 comentários:

Rossana disse...

Que lindooo!
=)

Izabel Lisboa disse...

Beijos e obrigada pelo carinho, Rossana!

Luiz Alfredo Nunes de Melo disse...

O que este vento do norte está esperando
ainda não leu este teu poema
ou está girando os cata-ventos
da vida
lutando com dom quixote
ou perdido nas cores do moinho
de heckel
ou entretido com o verde campos amarelos das margaridas
se eu fosse ele te arrancaria desta inércia bela
e te levaria para tomar néctar
nas pétalas das flores proibidas
convidaria voce para dançar um mambo
e passear num ditirambo
que rimasse com teu sorriso
e não soltaria teus cabelos
ficaria fazendo tranças e poemas
com eles.

Luiz Alfredo - poeta

Izabel Lisboa disse...

Uau!!! Belíssimo, Luiz!
Beijos!