sábado, 16 de julho de 2011

outros tons


- caixinhas de
lápis de
cor
guardam mais
que a íris
de um arco
- guardam
cores fortes
de despedidas e
nostalgias
- guardam
rabiscos de vida
de um
lilás tão cinza
de um azul tão tristeza...

Izabel Lisboa



2 comentários:

Luiz Alfredo Nunes de Melo disse...

Lindo poema
feito com lápis de cores
guardados numa caixinha
que pinta a vida
revela amores
esconde minhas dores
pinta de azul meu mar
encarnado meu coração cinza
amarelo meu fusca nazista
laranja minha fruta morta
ofuscado meu sol avermelhado
lindo poema poeta
que veio colorir
minha negra noite melancólica
sem sentido.

Luiz Alfredo - poeta

Entrevidas disse...

Tão siples e diz tanto das cores da vida, a caixinha de lapis de cores amei amiga. Beijos